Veja Também

Notícias

publicado em 20/05/2016

Conselho Monetário Nacional autoriza abertura e fechamento de conta bancária pela internet

Recentes

22

MAR

publicado 22/03/2017
Aberto ao público, o evento é promovido pelo Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP) com o apoio da camara-e.net,

22

MAR

publicado 22/03/2017
Evento gratuito para executivos do setor financeiro acontece no dia 28/03, na capital paulista

21

MAR

publicado 21/03/2017
Promovido pela camara-e.net, evento é voltado para micros, pequenos e médios empreendedores
IMPRENSA

São Paulo, 20 de maio de 2016 – Quem já precisou sabe a novela que é abrir ou fechar uma conta bancária: a exigência da presença física e de documentos e a demora no atendimento. Pois o Conselho Monetário Nacional (CMN) anunciou uma medida que promete pôr fim à maratona. Os bancos ficam autorizados a abrir e fechar uma conta remotamente, pela Internet, desde que o cliente possua um certificado digital. Com isso, a presença do cliente não é mais necessária na agência.

Segundo Manuel Matos, coordenador do Comitê de Identidades Digitais Confiáveis da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (camara-e.net), a resolução do CMN representa um avanço para o e-commerce e pode ser comparada ao efeito do celular pré-pago para o sistema de telefonia móvel. “A operação mais pujante de comércio eletrônico de serviços é o internet banking, que até o momento carecia da possibilidade de abertura e fechamento de contas remotamente”, diz Matos. “Com o uso certificado digital na movimentação da conta bancária, os serviços remotos serão levados a outro patamar”.

Ele observa que todos os serviços públicos de qualidade no Brasil só são possíveis graças à estrutura de assinatura digital e chaves públicas desenvolvida no país nos últimos 15 anos e que dá legitimidade e segurança a transações eletrônicas.  Com mais essa facilidade, o correntista pode armazenar o certificado no chip do telefone, por exemplo, e movimentar sua conta da maneira que quiser e de qualquer lugar. “Não se trata mais apenas de realizar depósitos, transferências, pagamentos e verificação de saldos, mas de abrir e fechar contas em qualquer banco de maneira muito rápida e simples, sem barreiras burocráticas”, afirma Matos.

A medida do CMN beneficia, num primeiro momento, o correntista que mora em localidades com menos de 200 mil habitantes e com poucas opções bancárias e, num segundo momento, a população desbancarizada com acesso à telefonia celular com internet.  “É o resgate da cidadania financeira no país”, afirma Matos. “Os bancos vão pensar muito bem antes de cobrar tarifas elevadas ou de prestar um atendimento ruim, pois os clientes poderão trocar de banco com mais facilidade se estiverem descontentes com o serviço”, conclui.

A camara-e.net tem participação ativa na Infraestrutura de Chaves públicas (ICP Brasil), estrutura composta por diversas Autoridades Certificadoras (AC) que assegura a autenticidade, a integridade e a validade jurídica da identificação de um usuário na internet.

Sobre a camara-e.net – Fundada em 2001, a camara-e.net é a principal entidade brasileira multissetorial da América Latina e de maior representatividade da economia digital no País, formando consenso no setor perante os principais agentes públicos e privados, nacionais e internacionais e promovendo o desenvolvimento dos negócios online no Brasil. Em seu quadro de associados, a camara-e.net conta com os mais importantes players do comércio eletrônico, entre eles empresas de infraestrutura, mídias sociais, chaves públicas, meios de pagamento, seguros e e-banking. Mais informações: www.camara-e.net.


Informações à imprensa:

Insight Comunicação – (11) 3284-6147 / 3262-5567

Gisele Ribeiro – [email protected] 

comments powered by Disqus
Nossos Associados
Associe-se

Conheça as vantagens de ser nosso associado.

Camaranet todos os direitos reservados - 2013